Telefone: (+351) 300 400 111
informacao.av@virtualsolutions.pt
 

Empreendedorismo Feminino

Home » Artigo » Empreendedorismo Feminino

.

Empreendedorismo Feminino …

Hoje em dia no mundo empresarial existe uma tendência crescente para que os homens e as mulheres estejam a ser vistos como iguais e qualificados, possuindo habilidades de liderança e empreendedorismo.

A nova geração de mulheres tem vindo a mostrar que os mitos podem ser ultrapassados, e que as meras “donas de casa” se estão a tornar empresárias de sucesso.

A principal diferença não está no facto das mulheres serem capazes de o fazer, está no reconhecimento que agora começam a ter.

Existem algumas razões comuns que levam as mulheres a empreender.

Entre elas está o facto de conseguirem otimizar o balanço entre a vida pessoal e profissional.

Ser empresária pode ser uma forma de obter o equilíbrio entre a família e o trabalho, pois mesmo que trabalhe mais horas, consegue ter uma maior flexibilidade para gerir as diversas áreas da sua vida.

Uma das principais razões que fazem as mulheres criarem o seu próprio negócio é a busca pela sua realização profissional.

É a vontade de puderem fazer o que realmente gostam de forma independente e autónoma.

A mulher empreendedora é responsável por todas as decisões tomadas no negócio.

É ela quem escolhe os seus parceiros, fornecedores, clientes e as pessoas com quem trabalha no seu dia-a-dia.

Esta escolha de ser a única responsável e a sua própria chefe, é um dos grandes impulsionadores para empreender.

Existe a consciência de que cada decisão que envolve o seu negócio é da sua responsabilidade.

No entanto, as mulheres que dão este passo são determinadas e autoconfiantes.

São pessoas que acreditam nas suas capacidades e competências para atingir os objetivos a que se propõem, e estão dispostas a aceitar os riscos que estas decisões acarretam.

São capazes de avaliar as situações de forma ponderada, e por isso mesmo não correm riscos desnecessários.

Mas quais  as principais razões que levam as mulheres a empreender?

É o facto de poderem gerir o seu próprio tempo e o local onde podem estar a trabalhar.

Existe a consciência de que ter um negócio próprio significa muitas vezes trabalhar mais horas do que aquelas que se trabalham por conta de outrem, no entanto, a liberdade de escolha de horários, a eventualidade de poder escolher onde quer trabalhar, e a possibilidade de poderem gerir as suas prioridades levam as mulheres a optarem por este caminho.

No fundo, a liberdade geográfica e temporal permite-lhes dedicar mais tempo à sua vida pessoal, aos seus hobbies e à sua família.

Mas apesar destas motivações, ainda existem algumas barreiras sentidas no caminho do empreendedorismo feminino.

Se a flexibilidade de horário é uma ajuda, ainda existe uma grande dificuldade em conciliar as exigências e o tempo que tem que se dedicar à vida pessoal e à vida profissional.

Um dos grandes desafios enfrentados pelas mulheres empreendedoras é a pressão da sociedade.

É exigido um maior esforço às mulheres para mostrarem que são capazes de liderar uma empresa, de gerir um negócio de sucesso e ainda assim serem bem-sucedidas na sua vida pessoal.

Existem vários estereótipos associados às mulheres e uma tendência generalizada para achar que têm menos capacidade de liderança

As Mulheres  são mais emotivas ou que têm menos autoconfiança.

Isto faz com que o esforço produzido seja, muitas vezes, em demasia e acaba por afetar a produtividade e retardar a obtenção dos objetivos.

Esta luta constante a combater estereótipos e a mostrar a mais valia das mulheres, tem feito sobressair o empreendedorismo feminino.

E é por isso que existem cada vez mais mulheres em lugares de topo na gestão das empresas, e a conduzir negócios de sucesso.

Eu tornei-me empreendedora e só tenho agradecer a decisão que tomei no momento certo!

 

 

 

 

 

 

Posted on